20ª edição da Expodireto Cotrijal deve gerar R$ 2,8 bilhões em vendas


A Expodireto Cotrijal, que acontece entre 11 e 15 de março no município de Não-Me-Toque e celebra 20 anos, é uma das maiores feiras do agronegócio brasileiro. A expectativa é que a 20ª edição supere a marca de 2019, quando os expositores alcançaram os R$ 2,2 bilhões em vendas. A Cotrijal, cooperativa que organiza o evento, estima que a comercialização neste ano chegue a R$ 2,8 bilhões. O lançamento da feira ocorreu na manhã desta segunda-feira (11), em Porto Alegre, e contou com a presença do governador Eduardo Leite.

 

Leite garantiu presença na abertura da feira e também convocou todo o secretariado a estar presente. A Expodireto deve reunir mais de 500 expositores em 98 hectares e receber mais de 250 mil visitantes de 70 países. “O agronegócio tem tudo para diante de um cenário de retomada econômica ser, mais uma vez, o alicerce do crescimento econômico e da geração de empregos”, destacou o governador, lembrando que a feira leva o Rio Grande do Sul aos holofotes nacionais e internacionais.

 

Para o presidente da Cotrijal, Nei Mânica, o cenário político nacional proporciona maior otimismo nos empresários em relação aos investimentos no Estado. “O produtor, nos últimos anos, não sabia se investia ou se guardava os recursos. Agora, com uma clareza maior a respeito do comportamento da economia, os empresários estão fazendo projetos e inclusive revendo a troca de equipamentos”, comentou. Em 2018, a feira recebeu 256,6 mil pessoas e contou com 527 expositores em 84 hectares.

 

A renovação de maquinário promove otimismo também no Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas (Simers). O presidente Claudio Bier credita a prosperidade do setor à renovação política. “Há muito interesse e muita procura, por parte dos agricultores, em renovar a frota. Todos estão pensando em trabalhar, e é disso que o Brasil precisa. Nosso setor é importante para desenvolver a agricultura no Brasil e investimentos cada vez mais na indústria da tecnologia”, declarou.

 

Leite confirmou que o governo trabalha na captação de recursos para realizar melhorias na ERS-142, que liga Não-Me-Toque a Carazinho. O secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, corroborou o posicionamento do governador, afirmando que o governo está mobilizado para dar melhores condições às estradas por onde passa a produção agropecuária gaúcha. O trecho entre Não-Me-Toque e Carazinho deve ser incluído no Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema). “O projeto de recuperação da via e implantação da terceira faixa está sob análise do órgão financiador. Buscamos a aprovação, pois seria uma conquista para a comunidade”, disse Costella.

 

Para esta edição da Expodireto, uma nova área foi adquirida, ampliando o espaço total do parque para 98 hectares. O setor de Produção Animal passará a funcionar em prédio fixo, em construção ao lado do Auditório da Produção, que está sendo reformado para receber 92 pessoas. Outros prédios do parque estão sendo reformados. A feira prepara uma vasta programação, com fóruns, audiências e debates, a fim de definir políticas para o agronegócio.


Por: Governo RS - 11/02/2019